logoNova017

 

INTRANET | WEBMAIL
       aemerj@aemerj.org.br
 Av. Rio Branco 245, 20º andar
 21 2544-2561 / 21 2544-2348 
Centro  CEP - 20040-917

Destaques

Municipalismo e Ação

Tecnópolis petrópolis

Rio de Janeiro 10/07/2015

Nos anos 1980, José Pelúcio, cidadão respeitado e dedicado à área de Ciência e Tecnologia, criou, através do Governo do Estado, o Instituto Tecnológico, em Nova Friburgo, procurando transformar aquele município em uma tecnópolis.

Posteriormente, esse instituto virou um campus regional da UERJ e a proposta de uma tecnópolis, por sugestão da Firjan, transferiu-se para Petrópolis.

Por esse motivo, foi transferido para o Petrópolis o Laboratório Nacional de Computação Científica, vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

O projeto caminhou, mas de forma lenta.

Quando organizamos o livro “A capacidade indutora dos serviços no estado do Rio de janeiro”, por iniciativa do Sebrae-RJ, já verificamos que o projeto poderia ganhar novo fôlego, tendo em vista a perspectiva de novos investimentos e o maior apoio da atual gestão municipal petropolitana.

Felizmente para Petrópolis e para o estado, isso parece que começa a acontecer, com a implantação, no município, do maior supercomputador da América Latina, vinculado à empresa francesa Atos Bull, e que poderá ser utilizado por empresas instaladas ou que se instalem em Petrópolis.

Esses avanços foram publicados no jornal Diário de Petrópolis: http://diariodepetropolis.com.br/Integra/maior-supercomputador-da-america-latina-sera-instalado-no-lncc-em-petropolis-67896

Segundo a matéria: “’A conquista da implantação do supercomputador, somada com as demais, como a implementação da Rede Metropolitana de Alta Velocidade e a implantação do Campus da UFF, colocará Petrópolis em destaque no país como um dos mais importantes pólos tecnológicos no desenvolvimento cientifico e tecnológico na área de computação de alto desempenho’, disse o secretário de Ciência e Tecnologia, Airton Coelho”.

No livro, sugerimos que poderia ser criado um “Caminho Tecnológico”, articulando o Parque Tecnológico existente na UFRJ, o Parque Tecnológico do Inmetro, em Xerém, ainda com capacidade ociosa, e a Tecnópolis Petrópolis. 

Mauro Osório

AEMERJ pelos Municípios

Facebook

diarioOficial   bnFpm 
  bn galeria fotos   oim