logoNova017

 

INTRANET | WEBMAIL
       aemerj@aemerj.org.br
 Av. Rio Branco 245, 20º andar
 21 2544-2561 / 21 2544-2348 
Centro  CEP - 20040-917

Destaques

Municipalismo e Ação

Prefeitos

AEMERJ compartilhando informação

Rio de Janeiro 10/09/2020

Pessoal, tem uma turma divulgando pesquisas falsas com a nossa marca.
O Informa não divulga pesquisas eleitorais.

Leia mais...

NOTA PÚBLICA CONJUNTA SOBRE A CRISE INSTITUCIONAL E DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro 30/08/2020

NOTA PÚBLICA CONJUNTA SOBRE A CRISE INSTITUCIONAL E DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO
ASSOCIAÇÃO ESTADUAL DE MUNICÍPIOS DO RIO DE JANEIRO E CONSELHO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
AEMERJ – COSEMS-RJ

Leia mais...

Municípios terão recomposição do FPM até novembro; CNM comemora conquista

Rio de Janeiro 19/08/2020

As perdas no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) serão repostas até o mês de novembro. A Lei 14.041/2020 foi publicada nesta quarta-feira, 19 de agosto, no Diário Oficial da União (DOU), e garante o repasse de até R$ 2,050 bilhões mensais, nos casos em que houver perda em relação aos valores de 2019.

Leia mais...

Desburocratização para agilizar o ambiente de negócios

Rio de Janeiro 08/10/2015

O presidente da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), Luiz Assumpção Paranhos Velloso Junior, apresentou em palestra as atividades desenvolvidas pela entidade a fim de criar um ambiente de negócios mais favorável e as possibilidades de parcerias que ela dispõe aos 92 municípios do Estado do Rio. “Em termos de desburocratização, estamos propondo um ambiente de negócios mais ágil, e para isso precisamos do apoio das prefeituras”, anunciou, acrescentando que a Prefeitura do Rio já vem tomando medidas, com apoio da Jucerja, para simplificar a legalização e abertura de negócios. “Em breve, abrir uma empresa carioca será bem mais rápido e simples do que é hoje”, garantiu.

Na mesma palestra sobre desburocratização, a gerente de políticas públicas do Sebrae RJ, Andréia Crocamo, mostrou vários números que apontam o empreendedorismo como uma solução ordenada em meio à crise. “Desoneração tributária, acesso a mercados e desburocratização são o tripé para o desenvolvimento das pequenas e microempresas”, afirmou.

Andréia afirmou que o embasamento legal para facilitar a criação de novas microempresas existe desde 2012, “mas falta tirar essas leis do papel e torná-las efetivas”, criticou. A uniformização, entre os diferentes municípios, das exigências para criação de um novo negócio também foi citada como exemplo de boa prática dentro de um ambiente de negócio amigável.

5º Congresso Fluminense de Municípios / Aemerj
assessoria de imprensa

Fique por dentro

Links úteis

Facebook