logoNova017

 

INTRANET | WEBMAIL
       aemerj@aemerj.org.br
 Av. Rio Branco 245, 20º andar
 21 2544-2561 / 21 2544-2348 
Centro  CEP - 20040-917

Destaques

Municipalismo e Ação

Prefeitos

MANIFESTO COSEMS RJ

Rio de Janeiro 07/06/2020

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Cosems RJ), entidade que congrega os 92 gestores municipais fluminenses, vem se pronunciar sobre a decisão do Ministério da Saúde de fazer a recontagem do número de casos e de mortos por Covid-19, manifestação expressada no último dia 06 de junho de 2020

Leia mais...

LIVE | PLP 39/2020 foi sancionado: Entenda o auxílio emergencial a Municípios e Estados.

Rio de Janeiro 28/05/2020

Na noite desta quarta-feira, 27 de maio, o governo federal sancionou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 39/2020. O texto foi publicado hoje como Lei 173/2020 no Diário Oficial da União (DOU).

Leia mais...

Nota da AEMERJ

Rio de Janeiro 28/05/2020

NOTA DA AEMERJ ACERCA DA ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA E DO MINISTÉRIO PÚBLICO FLUMINENSE EM FACE DAS MEDIDAS ADOTADAS
PELOS MUNICÍPIOS NO COMBATE AO COVID19

Leia mais...

CONASS repudia acusação de manipulação de dados sobre Covid-19

Rio de Janeiro 07/06/2020

O CONASS repudia com veemência e indignação as levianas afirmações do Secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Wizard.

Ao afirmar que Secretários de Saúde falseiam dados sobre óbitos decorrentes da Covid-19 em busca de mais “orçamento”, o secretário, além de revelar sua profunda ignorância sobre o tema, insulta a memória de todas aquelas vítimas indefesas desta terrível pandemia e suas famílias.

A tentativa autoritária, insensível, desumana e antiética de dar invisibilidade aos mortos pela Covid-19, não prosperará.

Nós e a sociedade brasileira não os esqueceremos e tampouco a tragédia que se abate sobre a nação.

Ofende Secretários, médicos e todos os profissionais da saúde que têm se dedicado incansavelmente a salvar vidas.

Wizard menospreza a inteligência de todos os brasileiros, que num momento de tanto sofrimento e dor, veem seus entes queridos mortos tratados como “mercadoria”.

Sua declaração grosseira, falaciosa, desprovida de qualquer senso ético, de humanidade e de respeito, merece nosso profundo desprezo, repúdio e asco.

Não somos mercadores da morte.

A vida é nosso valor maior, com ela não se negocia, relativiza ou transige.

O povo brasileiro é forte e resiliente, seguiremos a seu lado e juntos para preservar sua saúde e salvar vidas.

Alberto Beltrame

Presidente do Conass

Fique por dentro

Links úteis

Facebook